Como parar de fumar definitivamente

Você está de fato cansado de tentar parar de fumar e não conseguir? Cansado de se sentir frustrado por tentar parar de fumar e sempre falhar na tentativa?

De fato, o tabagismo é considerado há mais de duas decas uma doença neurocomportalmental, causada pela dependência da nicotina. Além da nicotina os cigarros possuem aproximadamente 4.7000 mil substâncias tóxicas inaladas a cada tragada.

Tabagismo

Anualmente, em todo mundo, o tabagismo é responsável por milhares de mortes, além de ser um sério problema de saúde púbica, já que compromete o estado físico e mental dos indivíduos que fazem o uso, prejudica o desenvolvimento social, educacional, econômico e ambiental

Além disso, pode prejudicar quem convive junto e quem está perto, por isso deve-se discutir sobre a conscientização da população para suspender o uso do cigarro.

A OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde) afirma que por ano, morrem cerca de 8 milhões de pessoas por causa do tabaco. Mais de 7 milhões são resultado do uso do tabaco, enquanto mais de 1,2 milhão são resultado de não-fumantes expostos ao fumo passivo.

Entre os fumantes que estão conscientes dos perigos do tabaco, a maioria quer parar de fumar, porem muitas das vezes, apenas aconselhamento não é o suficiente.

Como parar de fumar?

De fato, é necessária uma ajudinha extra, e ela pode vir de muitas maneiras que você não precise usar medicamentos controlados.

Ademais, com mais aliados nessa luta, o fumante fica mais motivado para parar de fumar.

No entanto, não importa a idade que você tenha, parar de fumar sempre vai vale a pena ou independentemente da idade em que você parou de fumar, parar aumenta a expectativa e a qualidade de vida.

O ministério da saúde reforça sempre que os benefícios podem ser percebidos em qualquer faixa etária, mas quanto mais cedo o fumante parar, mais saúde o indivíduo terá.

Quando uma pessoa consegue parar de fumar, ela ganha mais de 10-15 anos de vida, além de uma redução de 30-90% da ocorrência de doenças crônicas não transmissíveis relacionadas ao tabaco.

Em suma, para se ter uma noção do quanto o problema é grave, quem fuma tem o risco 10x maior de desenvolver câncer de pulmão, 5x maior de ter enfisema pulmonar, bronquite e infarto, além de 2x mais chances de sofrer um derrame cerebral (AVC).  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *